Sobre

Um pouco da minha história...


Caros amigos,

falar de mim mesmo sem parecer arrogante e narcisista é a coisa mais difícil no mundo, mas vou pelo menos tentar:

Início

Comecei a tocar violão aos 14 anos em uma aposta com minha irmã. Eu queria tocar guitarra, mas não tinha o instrumento. Então ela disse que se eu aprendesse a tocar 12 músicas inteiras no violão eu ganharia a guitarra. Resultado: em menos de 1 mês já estava tocando as doze músicas. Ela cumpriu com a promessa e ganhei minha primeira guitarra, uma Jeniffer cópia da Stratocaster. Foi com ela que tirei meus primeiros solos do Iron Maiden.

Primeiras influências

Meu pai é músico (acordeonista) e seus irmãos também. Durante a infância não escapei da influência da música raiz. Minha irmã mais velha ouvia música clássica, a irmã da aposta curtia MPB e regional, meu irmão gostava de rock anos 80 e algumas bandas pop. Resultado de toda esta salada eu sinto até hoje. Aprendi a gostar de todos os estilos, exceto "funk carioca" que para mim não tem nada de funk (não sei nem se pode chamar de música?!).

O Rock

Quando criança, ouvia as mesmas bandas que meu irmão mais velho ouvia (Dire Straits, Bon Jovi e outros). Na adolescência havia "estourado" a banda Guns 'n Roses, cujos primeiros discos eu curti bastante. Quando já tinha 1 ano de guitarra (aos 15 anos), ouvi Iron Maiden pela primeira vez... foi a música Revelations. O impacto foi tão grande que não conseguia mais parar de ouvir. Depois disso foi o disco Powerslave... arrebentei várias fitas K7 indo pra frente e para trás, tirando as músicas do disco.

Estudo da música

Comecei a tocar em junho de 1992 e no início estudava bastante. Com a vida madura, aumentam-se as obrigações e responsabilidades (esposa, filha, trabalho, ensaios, gravações... etc.) e infelizmente sobra pouco tempo para estudar. Mas dá para tirar pelo menos 1 (uma) hora diária para dedicar. há muito tempo não realizo nenhum estudo específico.

Bandas e artistas que acompanhei

Já toquei em tudo quanto é lugar, tudo quanto é estilo. Já participei da gravação do 1º CD da dupla sertaneja Gustavo & Camargo. Gravei as guitarras do 1º CD da cantora evangélica Silvana Reis e passei por diversas bandas de baile e de Rock. As que eu lembro são: Arsenal de Hunos, Calvary Death (Itaúna), Dependência Química, RZ Show e 5º Elemento (estas 2 foi uma participação bem rápida), Juliano Rossi (solo), Reign in Blood, participei também de uma "porrada" de bandas de cover do Iron Maiden que se for citar todos os nomes, dará umas duas páginas (risos).
Atualmente estou com um projeto de Rock Instrumental no qual lancei meu EP Sands of Time e desde 2011 faço parte da banda Cabal Tribal (http://www.cabaltribal.com.br).

Bandas e guitarristas preferidos (aquelas que formaram meu estilo de tocar)

Iron Maiden, Metallica, Judas Priest, King Diamond, Europe, Forbidden, Testament, Destruction, Disincarnate, Obituary, Death, Megadeth, Cacophony, Scorpions, Malmsteen, Joe Satriani, Steve Morse, Jeff Healey, Frank Gambale, B.B.King, Stevie Ray Vaughan, Randy Rhoads, Faiska, Edu Ardanuy, Kiko Loureiro entre outros.

Equipamento

Não sou daqueles guitarristas que passam o tempo todo em busca do "timbre perfeito perdido" (risos). Pra mim, o som ideal é aquele que tem peso, permite ouvir as notas nitidamente mesmo com muito drive e que possua bom sustain e punch para os ligados. Por mais de 10 (dez) anos usei apenas guitarra, amplificador e um Wah-wah.

Contudo, com o passar dos anos e com a variedade de estilos que estou tocando, tive de ampliar o equipamento. Hoje o meu Rig ficou assim:


Guitarras:

* Ibanez RG 450 com captadores DiMarzio Super Distortion na ponte e PAF 36th Anniversary no braço.
* Charvel Pro-Mod San Dimas SD-1 com captadores Seymour Duncan JB na ponte e SH1 no braço.


Amplificador(es):

BUGERA modelo 6262 (cabeçote de 120 Watts RMS)
TUBEAMPS modelo Black Cat Bone (minicabeçote de 20 Watts RMS)

Caixa(s):

CRATE 412A (angulada) que uso com o Bugera.
LANDSCAPE SPDT 112 que uso com o Tubeamps.

Pedais e Efeitos:

RIG 1:
TC Electronics PolyTune;
Wah-Wah Morley NSW;
Behringer Dynamics Compressor DC9;
BOSS Harmonist PS-6;
BOSS Overdrive SD-1;
EFX SuperCharger;
BOSS Distortion DS-1;
EFX PurePlexi;
Danelectro FAB Flanger;
TC Electronics Flashback Delay;
NUX Loop Core;
Pedrone Penta-5witch.

RIG 2 (Só drives e wah):
Wah-Wah Rocktron Utopia;
Behringer Tube Monster VT999;
Danelectro FAB Metal;
Hurricane Driver HD-1;
EFX Mad Dog.

Às vezes coloco um V-Tone GDI21 por último como Direct Box, ligado diretamente na mesa com cabo XLR balanceado. Quebra um galho danado quando a amplificação/lineout ou a microfonação são ruins. Quando se está na estrada tudo pode acontecer (risos).

Também não tenho preconceito com pedaleiras e multiefeitos digitais. Dentre inúmeras opções que tinha na época escolhi o Zoom G9.2tt que me atendeu perfeitamente. É um coringa que uso principalmente nas músicas cover.


Pra quem teve paciência de ler... "taí" um pouco da minha história.

Até mais!


Elvis Almeida
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...